Olivia Newton-John, atriz e cantora, morre aos 73 anos

ESTADOS UNIDOS – Olivia Newton-John, atriz e cantora britânica naturalizada australiana, morreu aos 73 anos nesta segunda-feira (8) em um rancho no sul da Califórnia, cercada por amigos e pela família, informou o marido dela, John Easterling. Ela foi protagonista, ao lado de John Travolta, do filme “Grease: Nos tempos da brilhantina” (1978) e teve uma carreira de sucesso na música.

Olivia foi diagnosticada com um câncer de mama com metástase no osso sacro em 2018, após ter superado outros tumores em 1992 e 2015. Em comunicado, o marido pediu que “respeitem a privacidade da família durante este período muito difícil”.

“Olivia foi um símbolo de sucessos e esperança por mais de 30 anos compartilhando sua jornada com o câncer de mama. Sua inspiração de cura e experiência pioneira com plantas medicinais continua com a Olivia Newton-John Foundation Fund, dedicado à pesquisa de plantas medicinais e câncer”, escreveu John Easterling, viúvo da artista.

“Em vez de flores, a família pede que qualquer doação seja feita em sua memória para o Olivia Newton-John Foundation Fund (ONJFoundationFund.org).”

Em cinco décadas de carreira, Olivia estrelou ainda filmes como “Xanadu” (1980). Como cantora, vendeu mais de cem milhões de álbuns, que tinham hits como “Physical”.

Olivia iniciou sua carreira no começo da década de 19770, quando ficou no quarto lugar do Eurovision, a mais famosa competição de canções na Europa, representando o Reino Unido com “Long Live Love”.

Ela se consagrou ao protagonizar “Grease”, um dos musicais mais populares da história do cinema, com roteiro sobre um grupo de adolescentes e uma paixão de verão vivida pelo casal Sandy e Danny.

O ator lamentou a morte da amiga e fez uma homenagem para ela no perfil dele no Instagram. “Você fez todas as nossas vidas muito melhor”, escreveu Travolta.

Em sua carreira musical, Olivia ganhou vários prêmios com hits como “Physical”, “I honestly love you” e “Let me be there”.

Essas músicas renderam quatro estatuetas do Grammy, incluindo o de melhor clipe para o icônico vídeo de “Physical”, em 1983. Com “I Honestly Love You”, ela ganhou o Grammy de gravação do ano, uma das categorias principais da premiação, em 1975.

BNC Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.