GRANDE ILHA – Em sessão extraordinária realizada pela Câmara Municipal de São Luís nesta última terça-feira, o vereador Estevão Aragão fez um apelo para que o secretário municipal de saúde do município, Lula Fylho, seja afastado do cargo enquanto durarem as investigações da Operação Cobiça Fatal, deflagrada pela Polícia Federal na capital maranhense.

Ele frisou que o pedido de afastamento corrobora com os esforços do Plenário da Câmara de que a pasta seja investigada, bem como a conduta do secretário. O parlamentar informou, ainda, que há denúncias de funcionários fantasmas. Atualmente, a folha de pagamento da Secretaria Municipal de Saúde soma 6.500 funcionários. Ou seja, 60% do orçamento da pasta estão comprometidos só com pagamento de pessoal.

“No ano passado, inclusive, pleiteamos, junto à Câmara Municipal de São Luís, a instalação de uma CPI para investigar as ações realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde de São Luís. Para que ela fosse instalada, precisávamos de 11 votos. No entanto, conseguimos apenas oito, o que inviabilizou a CPI”, declarou.

BNC Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.