RIO DE JANEIRO – O Vasco perdeu mais uma vez a chance de entrar na zona de classificação para a Libertadores ao empatar por 1 a 1 com o Atlético-MG, nesta quarta-feira, em São Januário. Com o resultado, os cruzmaltinos chegaram a 50 pontos, junto ao Flamengo, mas ainda fora do G-7 pelos critérios de desempate. Já os mineiros, com 47, continuam em recuperação e com o sonho de voltar a competição sul-americana.

O confronto foi movimentada desde os primeiros minutos. O Vasco foi superior no primeiro tempo e foi para o intervalo com a vantagem após gol de Andrés Rios. No entanto, na etapa final, o Atlético-MG equilibrou as ações e conseguiu o empate, com Fred.

Na próxima rodada, o Vasco vai até a capital parananense para encarar o Atlético-PR, no domingo. No mesmo dia, o Atlético-MG recebe o Coritiba, no Independência.

O JOGO

A partida começou movimentada, com as duas equipes em busca do ataque. O Atlético-MG teve a primeira chance de gols logo aos dois minutos. Fred recebeu passe de Robinho e chutou para boa defesa de Gabriel Félix. A resposta do Vasco veio dois minutos depois. Após avanço rápido, Nenê cruzou opara Yago Pikachu, mas o meia viu Fábio Santos se antecipar e impedir a finalização. Na cobrança de escanteio, Paulão cabeceou e acertou a trave de Victor.

Os lances animaram os donos da casa, que passaram a pressionar os mineiros. Os cruzmaltinos voltaram a chegar ao ataque aos 12 minutos. Paulinho tocou para Henrique, que chutou colocado e facilitou a defesa de Victor. O panorama do jogo seguiu o mesmo e aos 21, Nenê tocou para Paulinho na área. O jovem atacante finalizou, mas viu Victor fazer grande defesa para salvar os atleticanos.

De tanto insistir, o Vasco abriu o placar aos 25 minutos. Após cobrança de escanteio de Evander, Andrés Rios levou a melhor sobre Fábio Santos e cabeceou com força para a rede, sem chance para Victor.

O revés fez o Atlético-MG voltar a buscar o ataque. Os mineiros quase chegaram aos 29 minutos. Fábio Santos foi lançado pela esquerda e cruzou rasteiro para a área. Otero apareceu livre, mas viu Henrique se antecipar para salvar os donos da casa. No minuto seguinte, após cobrança de escanteio, o zagueiro Leonardo Silva cabeceou no travessão de Gabriel Félix.

Aos poucos, o Vasco conseguiu equilibrar o jogo e passou a ter espaço para avançar. Aos 35 minutos, Nenê recebeu no bico da área e chutou colocado, próximo ao gol atleticano. Cinco minutos depois, Andrés Rios roubou a bola de Leonardo Silva e tocou para Paulinho na área. O atacante dominou e finalizou colocado na trave. Nos minutos finais, os donos da casa controlaram a posse de bola e administraram a vantagem até o intervalo.

No segundo tempo, os vascaínos voltaram melhores e quase ampliaram o placar aos dois minutos. Após cobrança de escanteio, Madson cabeceou cruzado e viu a bola raspar na trave. Só que o Atlético-MG respondeu aos cinco, em chute de Otero que acertou o travessão carioca.

O lance animou os mineiros, que passaram a pressionar e conseguiram o empate aos sete minutos. Fred recebeu passe na área e chutou sem chance para Gabriel Félix.

O revés fez o Vasco buscar o ataque, mas o Atlético-MG começou a explorar os contra-ataques. Tanto que aos 13 minutos, em avanço rápido, Otero cruzou para Fred, que cabeceou por cima do travessão.

O jogo seguia movimentado e o Vasco chegou com perigo aos 21 minutos. Paulinho fez boa jogada individual e achou Wagner na área. O meia chutou cruzado e parou em grande defesa de Victor. Três minutos depois, foi a vez de Henrique cruzar para Andrés Rios cabecear para o gol. Só que mais uma vez Victor apareceu para salvar os visitantes. 

O goleiro Victor passou a ser o nome da partida. Aos 26 minutos, Paulinho recebeu passe na área e chutou colocado para outra grande defesa do arqueiro mineiro. Dois minutos depois, Caio Monteiro tentou cruzar e quase acertou o gol. Victor estava atento para fazer a defesa.

Na parte final da partida, o ritmo do confronto diminuiu. Mesmo assim, as duas equipes continuavam em busca do ataque, mas na base do toque de bola. O Vasco tinha mais posse de bola, enquanto que o Atlético-MG mirava os contra-ataques. No entanto, os erros no setor ofensivo aumentaram e determinaram a igualdade no placar em São Januário.

BNC Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.