Sistema Italuís fará parada entre quarta-feira (16) e sábado (19) para interligar nova adutora

GRANDE ILHA – O Sistema Italuís vai fazer uma parada programada entre a 0h da próxima quarta-feira (16) até as 13h do sábado (19) para fazer a interligação da nova adutora, o que vai provocar interrupção no abastecimento de água em 159 bairros de São Luís. Nesse período, será feita também a recuperação da subestação elétrica da captação de água bruta, algo fundamental para o funcionamento da nova adutora.

A previsão é que a partir das 13h do sábado (19) o abastecimento de água seja retomado gradualmente. Algumas áreas vão ter o retorno antes de outras, como sempre ocorre nessas ocasiões por causa do longo percurso que a água percorre.

“Vamos ter um tempo para regularizar o abastecimento. Tem lugar que vai receber a água imediatamente, tem lugar que vai demorar 12 horas ou 24 horas, por exemplo”, disse o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), Carlos Rogério Araújo, durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (11).

A interligação com a nova adutora será feita para melhorar e reforçar o abastecimento de água para 600 mil pessoas em São Luís. “A gente passa por isso porque depois virá o benefício para a população. Isso vai nos dar um aumento de 30% de vazão, o que corresponde a cerca de um terço a mais da capacidade do Sistema Italuís”, afirmou Carlos Rogério.

Armazenamento de água

A orientação da Caema é que os moradores dos 159 bairros abastecidos pelo Italuís armazenem água para usar durante o período de parada do sistema. “A gente pede que a população faça reserva de água e busque também auxílio em casas de parentes que não foram afetados”, disse André dos Santos Paula, diretor de Operações da companhia.

A interrupção do abastecimento está sendo amplamente informada à população.

Abastecimento essencial

Durante a parada, haverá um esquema especial para garantir o abastecimento de água em prédios onde o uso da água é essencial e não pode parar. É o caso dos hospitais, por exemplo. Esse esquema envolve, entre outras coisas, o uso de caminhão-pipa.

Bairros populosos e mais carentes também terão um esquema para reduzir o impacto da interrupção no abastecimento, de acordo com o presidente da Caema. “É o caso do Anjo da Guarda, da área Itaqui-Bacanga. Vamos tentar minimizar os transtornos disponibilizando carros-pipa em lugares centrais, como a Praça do Anjo, para ter água para necessidades básicas”, disse Carlos Rogério.

Mas, como é inviável abastecer todas as casas com carros-pipa, ele acrescentou que é fundamental a reserva de água por parte dos moradores.

Carlos Rogério acrescentou que o Corpo de Bombeiros também vai atuar para buscar reduzir os impactos negativos.

 

Obra complexa

A nova adutora exigiu, entre outras coisas, a instalação de uma ponte de sustentação de 110 metros de comprimento. A estrutura tem 16 metros de altura e pesa 350 toneladas. Tudo isso para suportar a nova adutora.

Além disso, a ponte tem tubos para construção de outra adutora, para ser usada na futura expansão do sistema.

Em novembro do ano passado, a interligação da nova adutora precisou ser adiada por causa de um problema na conexão.

Bairros abastecidos pelo Sistema Italuís

ZONA 01
Centro; São Pantaleão; Madre Deus; Goiabal; Codozinho; Vila Bessa; Belira; Lira; Parte da Areinha; Macaúba; Apicum; Camboa; Vila Bangu; Diamante; Vila Passos; Coréia de Baixo; Coréia de Cima;  Sítio do Meio; Alto da Boa Vista; Retiro Natal; Liberdade; Tomé de Sousa; Fé em Deus; Floresta; Retiro Natal e Monte Castelo.

ZONA 02
Apeadouro; Irmãos Coragem; Bairro de Fátima; Bom Milagre; Parque Amazonas; Alemanha; Caratatiua; Vila Ivar Saldanha; Alto da Vitória; João Paulo; Jordoa; Vila Palmeira; Barreto; Túnel do Sacavém; Santa Cruz; Vera Cruz; Cutrim; Radional; Coroado; Parque Pindorama; Parque do Nobres; Redenção; Barés; Filipinho; Sítio Leal; Sacavém; Coheb do Sacavém; Santo Antônio; Vila Conceição; Bom Jesus; Vila dos Frades; Parque Timbira; Alto do Parque Timbira; Primavera; Sítio do Pica Pau Amarelo; Coroadinho.

ZONA 04
São Cristóvão; Tirirical; Solar das Mangueiras; Parque Universitário; João de Deus; Sítio Pirapora; Vila Itamar; Parque Jaguarema; Parque Sielândia; Residencial Canaã; Alameda dos Sonhos; Vila Lobão; Parque Roseana Sarney; Santo Antônio; São Bernardo; Vila Brasil; Cohapan; Jardim São Cristóvão; Residencial João Alberto; Parque Sabiá.

ZONA 05
Alto do Calhau; Calhau; Cohafuma; Conjunto Basa; Ilhinha, Jaracaty; Jardim São Francisco; Loteamento Boa Vista; Loteamento Jaracaty; La ravardiere; Ponta D’Areia; Ponta do Farol; Residencial Novo Tempo; Recanto dos Nobres; Renascença I e II; Residencial Ana Jansen; São Marcos; São Francisco; Vila Conceição I e II; Av. Litorânea; Angelim Velho; Bequimão; Cohajoly; Cohama; Condomínio Villagio Esperança; Conjunto Angelim; Residencial Marfim; Conjunto Boa Morada; Conjunto Vinhais; Eco Villagio; Maranhão Novo; Parte do Primavera;  Turu; Planalto Cohaserma; Planalto Vinhais I e II; Recanto Vinhais; Residencial Jaqueira; Residencial Vinhais II e III; Rio Anil; Vila Fialho; Villagio do Angelim; Vivendas da Cohama; Vinhais Velho; Olho D’água, Parte do Habitacional Turu.

ZONA 06
Jambeiro; Porto da Vovó; Sá Viana Novo; Sá Viana Velho; UFMA; Vila Bacanga; Vila Dom Luís; Vila Isabel; Vila Cerâmica; Vila Primavera;  Vila Embratel; Vila Nova; Bonfim; Vila Verde; Fumacê; Anjo da Guarda; São Raimundo; Alto da Vitória; Gancharia; Vila São Luís; Vila Ariri; Vila Mauro Fecury I e II; Conjunto Taguatur.

BNC Cidade

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*