Sinproesemma intensifica convocação de trabalhadores em educação para ingressarem com ação dos 21,7%

GRANDE ILHA – Dando continuidade ao trabalho de assessoramento e apoio à categoria, o Sinproesemma convoca os servidores públicos da educação, professores e funcionários da rede estadual, a ingressarem com a ação de execução para assegurar o pagamento da diferença de 21,7% nos salários, a partir de 2006, um débito oriundo da gestão do ex-governador José Reinaldo. A diferença foi gerada quando o então governador editou uma lei estadual, nº 8.369, concedendo índices de reajuste salarial diferenciados para categorias do serviço público estadual: 30% para umas e apenas 8,3% para outras, infringindo o princípio constitucional da isonomia.

Depois de ganhar ação no Tribunal de Justiça do Estado, os servidores ganharam, este ano, também na instância máxima judicial, com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que não aceitou o recurso impetrado pelo Governo do Estado e manteve a decisão do TJMA, favorável aos servidores.

 

CONVOCAÇÃO

Diante da decisão vitoriosa que beneficia várias categorias, incluisive o subgrupo do magistério estadual e também os funcionários de escolas, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesema), legítimo representante da categoria dos trabalhadores da educação, tem prestado atendimento aos seus associados.

Para o presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, a decisão judicial é uma grande vitória dos servidores públicos do Estado, beneficiando a categoria da educação, que deve procurar seu sindicato para receber as orientações necessárias e dar entrada o mais rápido possível nas ações de execução.

De acordo com o advogado Leverrhier Alencar, sócio-proprietário do escritório Leverrhier Alencar Junior, que presta assessoria jurídica ao Sindicato, a categoria conta com todo suporte técnico qualificado, ágil e comprometido com a eficiência a fim de assegurar comodidade e agilidade a quem procurar o setor jurídico para o ajuizamento das ações.

Os associados que têm direito à diferença (veja no infográfico abaixo) podem procurar a assessoria jurídica da sede administrativa do Sinproesemma, em São Luís, e de todas as demais regionais, para mais orientações sobre os trâmites do processo e saber como proceder para dar entrada nas ações de execução. Os associados já podem levar a documentação necessária ao ingresso da ação, que irá garantir o pagamento da diferença.

VANTAGEM PARA O ASSOCIADO SINPROESEMMA

A grande vantagem para os associados do Sinproesemma, além de tratar com o sindicato que representa os educadores (professores e funcionários da educação pública), os honorários para os associados tem percentual diferenciado: apenas 5% sobre os valores que cada trabalhador tem direito.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

1.CÓPIAS DO RG E DO CPF

2.COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA

3.TERMO DE POSSE DO SERVIDOR

4 UM CONTRACHEQUE ATUALIZADO DO ANO DE 2018

5 FICHAS FINANCEIRAS DE MARÇO DE 2006 ATÉ JUNHO DE 2018

6.PROCURAÇÃO AO ADVOGADO DO SINPROESEMMA

7.DECLARAÇÃO DE HIPOSSUFICIÊNCIA

8.CONTRATO DE HONORÁRIOS

BNC Cidades

2 Comentários

  1. Estive no escritório de Henrique Teixeira e questionei sobre esse “direito” que o Sindsep estava convocando professores.
    Lá me explicaram que professores não tem direito que deveríamos entrar apenas com ação pedindo o piso salarial. E agora o Sinproesemma convoca. Afinal professores têm ou não tem direito a essa ação.

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.