GRANDE ILHA – O setor de comércio, um dos mais afetados pela pandemia no Maranhão, já começa a dar sinais de recuperação com o avanço da vacinação contra a Covid-19. Em São Luís, o otimismo empresarial despontou em crescimento nos últimos três meses, conforme mostra a pesquisa do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio-MA) em parceria com a Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Em agosto, o Icec permaneceu na zona de otimismo pelo 12º mês consecutivo, com 123,8 pontos, em uma escala que vai de 0 a 200 (sendo 100 pontos a zona de indiferença – abaixo disso é considerado pessimismo e acima é otimismo). Este índice é o maior desde fevereiro.

No comparativo de agosto de 2021 com o mesmo período do ano passado – quando o indicador amargava o patamar de 92,5 pontos, ainda refletido os efeitos mais críticos da pandemia – o salto foi de mais de 31 pontos, ou seja, um crescimento real de 33,8%.

“A confiança empresarial entrou em declínio em março do ano passado, com a chegada da pandemia, atingimos o menor nível de otimismo em junho de 2020. Retomamos a direção da confiança no segundo semestre do ano passado, com o aparente controle da disseminação do vírus. No entanto, a segunda onda da Covid-19 voltou a afetar as perspectivas dos empresários no início deste ano. Agora, com o avanço da vacinação, temos uma retomada mais consistente da confiança dos empresários”, avalia o presidente da Fecomércio, José Arteiro da Silva.

Contratações no comércio

No indicador de ‘Expectativa de Contratação de Funcionários’, com a proximidade do fim do ano, o Icec demonstra um índice de otimismo ainda mais expressivo, representado pelos 150,3 pontos. Já a avaliação acerca das ‘Expectativas da Empresa’, 44,4% dos empresários demonstraram que o seu negócio deve ‘melhorar muito’. Neste quesito, o índice do Icec foi o maior entre todos os subcomponentes que formam o indicador, somando 163,4 pontos.

Com a recuperação econômica gradativa em São Luís, principalmente após a vacinação contra a Covid-19 de toda população adulta e de adolescentes a partir de 12 anos, o indicador de ‘Expectativa do Comerciante com a Economia’ também dá sinais de alavancagem com 154,4 pontos, uma vez que 20,7% dos empresários entrevistados consideram que a economia deve ‘melhorar muito’.

Outro fator que segue reforçando o cenário de otimismo do empresário ludovicense é a retomada, ainda que tímida, dos postos de trabalho no comércio. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) mostram que, no Maranhão, o setor já superou a zona negativa pela qual passou em meados de 2020. Neste ano, o saldo de empregos é positivo, com um total de 4.748 postos, destes, 908 somente em São Luís.

Sobre a Icec

A pesquisa do Índice de Confiança do Empresário do Comércio tem o objetivo de produzir um indicador com capacidade de medir a percepção que os empresários do comércio têm sobre o nível atual e futuro, de propensão a investir em curto e médio prazo.

BNC Geral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.