GRANDE ILHA – O Hospital Universitário da UFMA, por meio do Centro de Referência em Oftalmologia, alcançou uma grande conquista. Trata-se da redução significativa na fila de espera para a cirurgia de catarata. Atualmente, cerca de 70 pessoas aguardam o procedimento. O tempo médio de espera é de 15 dias, o que representa um progresso no que se refere ao Sistema Único de Saúde. Esses números só são possíveis graças ao esforço da equipe que, desde janeiro deste ano, tem realizado cirurgias aos sábados com o objetivo de zerar a fila.

O oftalmologista e chefe do serviço, Ezon Ferraz, ressalta o comprometimento de todos para que o objetivo seja alcançado. “Além dos atendimentos já programados durante a semana, estamos tendo um empenho extra dos profissionais que estão realizando dez cirurgias de catarata aos sábados. Nossa intenção é que os pacientes tenham acesso ao serviço de forma rápida. No ano passado foram realizadas cerca de 1500 cirurgias e o tempo de espera chegava a três meses”.   

Alegria e gratidão é o sentimento que invade Maria Rosinete Cantanhêde, 70, auxiliar administrativo em uma escola, que fez recentemente a cirurgia de catarata. “Era muito difícil para mim, pois meu serviço me exigia algumas atividades que já não conseguia fazer direito e isso mexia muito comigo. Estava como muita dificuldade para enxergar do meu olho direito. Essa cirurgia representa um novo começo para mim”, enfatizou, emocionada.   

A idosa já tinha passado por outro procedimento há um ano quando operou do olho esquerdo, também no HU-UFMA. Agora, está na expectativa para enxergar o mundo como tem que ser. E com os dois olhos. “Estou muito feliz. Vim fazer meu primeiro acompanhamento após a cirurgia e estou cheia de expectativas”.

A cirurgia de catarata é feita com a participação de dois oftalmologistas, equipe de enfermagem e o suporte de equipamentos de ponta, como o microscópio cirúrgico e o aparelho de facoemulsificação. Dura em média de 15 a 30 minutos. O paciente retorna no primeiro dia após alta, no sétimo e no trigésimo dia para o acompanhamento. A recuperação é de 100% da visão.

Com a redução do tempo de espera para a cirurgia de catarata, o hospital já vislumbra uma parceria com o gestor municipal, segundo o oftalmologista Ezon Ferraz. “Uma ação está sendo pensada para que o hospital firme um acordo com a prefeitura de São Luís e os pacientes da rede sejam encaminhados ao Centro de Referência em Oftalmologia do HU-UFMA para atendimento em mutirões de cirurgias de catarata. O projeto está em fase de construção”.

O que é Catarata?

O termo “catarata” é dado para qualquer tipo de perda de transparência do cristalino, lente situada atrás da íris, seja ela congênita ou adquirida, independente de causar ou não prejuízos à visão. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a catarata é responsável por 47,8% dos casos de cegueira no mundo, acometendo principalmente a população idosa.

Sintomas

Os principais sintomas da catarata são: sensação de visão embaçada, alteração contínua da refração (grau dos óculos), maior sensibilidade à luz, espalhamento dos reflexos ao redor das luzes e percepção que as cores estão desbotadas. Geralmente há uma piora da miopia com redução da visão em baixo contraste e baixa luminosidade principalmente para longe, comparativamente à visão para perto. Somente o oftalmologista poderá solicitar os exames necessários para a confirmação do diagnóstico, bem como, indicar o melhor procedimento cirúrgico para tratamento.

Centro de Referência Oftalmológica

Anexo do HU-UFMA, está localizado na Rua Silva Jardim (ao lado da Unidade Presidente Dutra). Realiza atendimentos ambulatoriais e cirurgias de alta e média complexidade. O serviço conta com salas de ambulatório, salas cirúrgicas, sala de recuperação pós- anestésica, salas de treinamento e recebe pacientes de todo o Maranhão.  Entre os procedimentos mais procurados estão a cirurgia de catarata, com cerca de 150 cirurgias por mês.  Em média, são realizadas 1900 consultas por mês e 320 cirurgias oculares, nas mais diversas subespecialidades, a exemplo, da correção de estrabismo, do transplante de córnea, da cirurgia antiglaucomatosa, entre outros.

Sobre a Ebserh

Desde janeiro de 2013, o HU-UFMA é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

BNC Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.