Eliziane quer discutir ações contra feminicídio com Cármen Lúcia

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

GRANDE ILHA – A deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) enviou nesta semana ofício ao Supremo Tribunal Federal para solicitar uma audiência com a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia. A magistrada também é presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A intenção da parlamentar e discutir com Cármen medidas para o enfrentamento da violência contra as mulheres. Eliziane está preocupada com a atuação de determinados juízes para tipificar os crimes violentos contra o sexo feminino.

Segundo ela, menos de 10% do total de mortes de mulheres estão sendo classificados como feminicídio, que é o homicídio doloso praticado contra a mulher por “razões da condição de sexo feminino”.

“A magistratura brasileira tem um importante papel neste campo. É preciso levar em conta que o feminicídio é um crime hediondo, bárbaro e que destrói toda a família. Não podemos tolerar essa violência”, disse Eliziane.

A deputada maranhense defendeu ainda a ampliação do número de varas especializadas e de delegacias de proteção à mulher.

O Brasil é o país com a quinta maior taxa de feminicídio do mundo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de assassinatos chega a 4,8 para cada 100 mil mulheres. O Mapa da Violência de 2015 aponta que, entre 1980 e 2013, 106.093 pessoas morreram por sua condição de ser mulher. As mulheres negras são ainda mais violentadas.

BNC Política

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.