COROATÁ: Aluno que planejava matar estudantes e professora é apreendido com explosivos

Na noite de quinta-feira (31), por volta das 20h, o adolescente de iniciais J.R.D.Z., de 17 anos, foi apreendido dentro de uma escola localizada no bairro Trizidela, em Coroatá, com uma mochila que continha artefatos caseiros explosivos, garrafas, um punhal e solvente para preparo de coquetel molotov.

Ele foi contido pelo vigilante da unidade de ensino e entregue à Polícia Civil.

De acordo com as informações policiais, o rapaz disse, em depoimento, que não tinha a intenção de concretizar as ameaças e que apenas queria simular os atentados ocorridos em Columbine nos Estados Unidos (em 1999) e em Suzano-SP (em 2019).

“Ele disse que escuta vozes de um dos jovens que fizeram atentado e que tem problemas psiquiátricos, pensamentos suicidas e que fazia uso de medicamentos controlados, mas estava a mais de um mês sem tomá-los, falou ainda que dentro dos canos de pvc continha apenas areia”, disse o delegado Rafael Martins.

Entre os objetos encontrados com o estudante haviam uma carta e um crucifixo em forma de um punhal. Na carta o rapaz escreveu que uma professora parecia com uma ex-namorada dele e afirmou que quando ela não ia para escola ele ficava triste.

Todo o material apreendido será encaminhado para o ICRIM para ser periciado. Será ainda representado pela internação provisória do adolescente, bem como pelo exame de sanidade mental e o mesmo ficará na delegacia aguardando decisão da Justiça.

Com indormações  do Blog Gilberto Lima

BNC Polícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.