Serviço Travessia vai atender 43 municípios a partir de agosto

GRANDE ILHA – Com três anos de existência, mais de 85 mil viagens realizadas e 1.380 atendimentos por mês, o serviço de transporte porta a porta gratuito Travessia, oferecido pelo Governo do Estado, vai beneficiar mais maranhenses. A partir do mês de agosto, serão beneficiados também os moradores de Codó e os da regional de Itapecuru-Mirim, que inclui 14 municípios, chegando ao total de 43 cidades.

O transporte é específico para quem tem mobilidade reduzida, como pessoas que utilizam cadeiras de rodas, deficientes visuais, crianças com micro e hidrocefalia, entre outros. A expansão atende às necessidades de diferentes regiões do estado.

“O Travessia muda a vida da população onde está inserido e a expansão do serviço é uma determinação do governador Flávio Dino. Nesse sentido, estamos enveredando esforços para garantir o Travessia no máximo de municípios possíveis, fazendo as parcerias necessárias”, disse Lawrence Melo, presidente da Agência de Mobilidade Urbana (MOB), que coordena o projeto.

Travessia 

Atualmente existem 3.602 usuários cadastrados e já foram realizadas 85.547 viagens em vans e minivans adaptadas e com profissionais capacitados para o transporte.

Com a expansão, o serviço passa a ser oferecido em três modalidades: o Clássico, o Melhor Idade e a novidade, o Travessia Saúde.

O primeiro transporta deficientes visuais e crianças com hidrocefalia, microcefalia ou outras doenças neurológicas com alto comprometimento de mobilidade reduzida permanente. Estão incluídos nos roteiros as consultas, lazer, trabalho e outras necessidades. Essa é a modalidade oferecida na Região Metropolitana de São Luís e é a que chegará em Codó a partir de agosto.

Já o Travessia Melhor Idade inclui idosos como usuários do transporte gratuito, garantindo mobilidade, conforto e segurança para o acesso a serviços de saúde. Esse tipo é oferecido à população dos municípios de Caxias, Presidente Dutra e regiões adjacentes.

O Travessia Saúde é a modalidade que será implementada na regional de Itapecuru-Mirim. Ele será voltado especificamente ao transporte, para serviços de saúde, de pessoas em vulnerabilidade social, inscritas no CADÚNICO, que necessitam ter acesso ambulatorial em especialidades médicas e exames.

Nessa modalidade, serão atendidos moradores dos municípios de Anajatuba, Arari, Belágua, Cantanhede, Itapecuru Mirim, Matões do Norte, Miranda do Norte, Nina Rodrigues, Pirapemas, Presidente Vargas, São Benedito do Rio Preto, Urbanos Santos, Vargem Grande e Vitória do Mearim.

Atualmente, o Serviço Travessia está presente em 28 cidades maranhenses: São Luís, Caxias, Timon, Açailândia, Bacabal, Raposa, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Pinheiro, Imperatriz, Davinópolis, Senador La Roque, Governador Edson Lobão, João Lisboa, Santa Luzia do Paruá, Presidente Dutra, Aldeias Altas, São João do Sóter, Coelho Neto, Tuntum, Graça Aranha, Governador Eugênio Barros, Gonçalves Dias, Governador Archer, Capinzal do Norte, Santo Antônio dos Lopes, Dom Pedro e Santa Luzia do Paruá.

Para utilizar 

Para ser usuário dos serviços do Travessia, é necessário apresentar documentos como uma ficha de avaliação médica disponível no site da MOB (www.mob.ma.gov.br) ou atestado preenchido com CID e CRM do médico; cópia do documento de identidade; cópia do CPF; comprovante de renda; comprovante de residência; duas fotos 3×4.

De posse dos documentos, eles podem ser entregues em uma das centrais de atendimento dos municípios. A lista completa de endereços pode ser encontrada em http://www.mob.ma.gov.br/servicotravessia/ ou pelos telefones 0800 606 4655 / 3226 6298.

BNC Cidades

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.