GRANDE ILHYA – A estudante de 14 anos acredita que tenha sido dopada em um baile funk antes de ser estuprada por cinco homens fora da festa, em uma laje no Morro do Cantagalo, em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Acompanhada pela mãe, ela esteve na última segunda-feira (5) na 13a DP (Ipanema) para denunciar o crime. De acordo com o depoimento prestado na Delegacia da Criança e Adolescente V’tima (DCAV), a adolescente disse acreditar que algum tipo de substância foi colocada em sua bebida alcoólica durante o baile, realizado no sábado, 26 de setembro, no Morro do Cantagalo.

Ela afirmou que perdeu os sentidos subitamente durante o evento. E de lá foi levada para laje em outro ponto do Cantagalo, segundo seu relato. Amigas da vítima a encontraram nua em uma mesa, onde ela teria sido violentada, e a levaram para casa.

Ela afirmou que perdeu os sentidos subitamente durante o evento. E de lá foi levada para laje em outro ponto do Cantagalo, segundo seu relato. Amigas da vítima a encontraram nua em uma mesa, onde ela teria sido violentada, e a levaram para casa.

Fonte: Epoca

BNC Polícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.