BRASÍLIA – Na tarde desta quarta-feira (12), o relator da Comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Covid-19, Renan Calheiros, afirmou que pedirá no fim da sessão com Fabio Wajngarten, que o ex-secretário de Comunicação da Presidência da República seja preso por ter mentido durante seus depoimentos.

Renan Calheiros questionou Wajngarten sobre uma peça publicada nas páginas das redes sociais da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), onde fazia incentivo da população em não manter o isolamento social durante a pandemia. O ex-secretário disse que a ação da Secom não teria sido publicada e que um ministro teria vazado a informação. O relator, então, mostrou um impresso com a publicação no perfil oficial do governo, mostrando que Wajngarten teria mentido.

Além disso, Renan Calheiros também informou que a revista Veja teria publicado um artigo onde afirma que Wajngarten teria chamado o Ministério da Saúde, comandado por Eduardo Pazuello, de ‘incompetente’. Durante a sessão, o ex-secretário, que negou a veracidade de alguns trechos da revista, foi acusado de ter mentido em diversos pontos em suas declarações para a publicação.

De acordo com o relator da CPI, mentir em depoimento pode ocasionar prisão em flagrante. A decisão sobre a prisão deverá ser tomada por Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Pandemia.

BNC Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.