GOÍANIA – O Vasco avançou para a Quarta Fase da Copa do Brasil ao vencer o Goiás, nos pênaltis, nesta quarta-feira, em Goiânia. Os cruzmaltinos venceram por 2 a 1 durante os 90 minutos e levou a melhor por 3 a 2 nas penalidades máximas.

O Vasco abriu o placar no primeiro tempo, com Henrique. O Goiás conseguiu chegar ao empate no fim da etapa inicial, com Rafael Vaz. Já no segundo tempo, Martín Benítez marcou o segundo gol cruzmaltino, que levou o duelo para os pênaltis. Nas penalidades, os cariocas levaram a melhor por 3 a 2 para se classificarem.

O Vasco volta a campo no sábado, quando terá o clássico contra o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Goiás só joga na próxima quarta-feira, quando recebe o Corinthians, em Goiânia.

O JOGO

O Goiás iniciou a partida com uma postura mais ofensiva e assustou pela primeira vez aos quatro minutos. Jefferson cobrou falta na área e obrigou Fernando Miguel a boa defesa. Depois, os donos da casa obrigaram o goleiro cruzmaltino a mais duas defesas em chutrs de fora da área.

Aos poucos, o Vasco conseguiu equilibrar o jogo, mas sofria para construir boas jogadas no ataque. Quando chegava, errava o último passe. Os cruzmaltinos só chegaram aos 25 minutos. Talles Magno arriscou de fora da área e viu Tadeu fazer boa defesa.

Com o domínio do confronto, o Vasco chegou ao gol em um lance inusitado. Henrique tentou o cruzamento, a bola desviou em Keko e foi para o gol. A bola ainda bateu na trave e no goleiro Tadeu antes de ir para a rede.

O revés fez o Goiás voltar a buscar o ataque com mais intensidade. Os donos da casa chegaram ao empate aos 43 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola bateu em Talles Magno e ficou com Rafael Vaz, que mandou para a rede. Assim, o confronto terminou igual no intervalo.

No segundo tempo, o Vasco veio com outra postura e logo ficou a frente no placar. Aos quatro minutos, Martín Benítez arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga e fez a bola encobrir Tadeu.

Mesmo depois do gol, os cruzmaltinos seguiram em cima e quase ampliaram aos sete minutos. Fellipe Bastos chutou de longe, a bola bateu na zaga e ficou com Germán Cano. O argentino chutou para grande defesa de Tadeu. O Goiás acordou e quase empatou aos 11. Rafael Moura aproveitou cruzamento na área e cabeceou para grande defesa de Fernando Miguel.

A partir dai, o jogo ficou equilibrado com as duas equipes em busca do ataque. O Goiás chegou com perigo aos 18 minutos, mais uma vez com Rafael Moura. De novo, Fernando Miguel apareceu para salvar o Vasco. Só que os cariocas responderam com Vinícius, que viu Tadeu impedir o terceiro.

Com o passar do tempo, o confronto passou a ficar tenso, pois um classificaria quem marcasse. O Vasco tocava muito, mas pouco ameaçava na frente. Já o Goiás era mais objetivo e assustou em chutes de Ratinho e Keko.

Na parte final, o Vasco melhorou a marcação e quase ampliou em duas oportunidades em erros na saída de bola do Goiás. No entanto, Guilherme Parede e German Cano desperdiçaram as chances. Depois, foi a vez de Carlinhos finalizar para grande defesa de Tadeu.

Nenhuma das equipes criar mais nenhuma chance nos minutos finais. Assim, o duelo foi para a disputa por pênaltis.

Nos pênaltis, Cano, Benítez e Bruno César para os vascaínos. Já os goianos só fizeram com Rafael Vaz e Keko. O destaque foi o goleiro Fernando Miguel, que defendeu duas cobranças.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 1 (2) X 2 (3) VASCO

Local: estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO)
Data: 26 de agosto de 2020, quarta-feira
Hora: 21:30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)
Cartões amarelos: Rafael Moura e Fábio Sanches (Goiás); Andrey e Yago Pikachu (Vasco)

GOLS
GOIÁS: Rafael Vaz, aos 43min do primeiro tempo
VASCO: Henrique, aos 32min do primeiro tempo; Martín Benítez, aos 4min do segundo tempo

GOIÁS: Tadeu, Pintado, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Sandro (David Duarte), Gilberto (Ratinho) e Daniel Bessa; Keko, Victor Oliveira (Marcinho) e Rafael Moura
Técnico: Thiago Larghi

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Ricardo Graça, Leandro Castán e Henrique; Andrey, Fellipe Bastos (Carlinhos) e Martín Benítez; Vinícius (Guilherme Parede), Talles Magno (Bruno César) e Germán Cano
Técnico: Ramon Menezes

VÍDEO

GALERIA

ESTATÍSTICAS

TROFÉU NETVASCO 2020

Dê suas notas agora!

Col. Jogador Média Col. no ano Média no ano
Fernando Miguel 9.52 6.38
Martín Benítez 8.54 * 7.23
Leandro Castan 7.96 6.67
Ricardo Graça 7.09 * 7.04
Carlinhos 7.03 * 6.71
Vinícius 7.01 6.68
Henrique 6.97 5.64
Germán Cano 6.30 7.19
Guilherme Parede 6.26 * 5.59
10º Bruno César 6.24 * 5.40
11º Andrey 5.99 6.60
12º Talles Magno 5.78 6.67
13º Fellipe Bastos 4.75 * 6.41
14º Yago Pikachu 3.82 5.47

* = não classificado (menos de 10 jogos) | Total de votos: 1262 | Ranking 2020

Fonte: Gazeta Esportiva (texto, ficha), ge (fotos, vídeos), Twitter da Acerj (estatísticas), Site oficial do Vasco (fotos), Twitter Somos Vasco da Gama (fotos), Twitter do jogador Leandro Castan (fotos)

BNC Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.