GRANDE ILHA – A Universidade Federal do Maranhão e a Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (Sepe), por meio do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), assinaram um acordo de cooperação técnica visando à elaboração de um diagnóstico produtivo da agricultura familiar do Bioma Cerrado Maranhense.

Na ocasião, o Secretário da Sepe, Luis Fernando Silva, lembrou que os professores da UFMA já colaboram com os projetos do Imesc, entretanto essa parceria ainda não estava institucionalizada.

“A instituição esteve presente durante a etapa de zoneamento do Bioma Amazônico. E, agora, evidenciamos a importância dela no processo de construção do ZEE dos Biomas Cerrado e, também, Costeiro, porque à medida que a UFMA se destaca como partícipe no trabalho, o projeto ganha mais credibilidade”, pontuou.

Ele frisou, ainda, que o Zoneamento Ecológico e Econômico (ZEE) é um marco dentro das políticas de desenvolvimento sustentável do Governo do Estado e do Brasil. “O trabalho leva conhecimento e traz segurança jurídica para o trabalhador, agricultor, empresário, para a sociedade civil, e para todos que desejam conhecer mais sobre a realidade do território”, ressaltou o secretário.

Segundo o reitor Natalino Salgado, o acordo permite o cumprimento do papel social da Instituição, visto que o maior patrimônio da Universidade é o conhecimento, e ele precisa ser difundindo para a sociedade.

“A partir da assinatura dessa cooperação, a UFMA coloca o seu conhecimento e as suas expertises para atender às demandas dos projetos realizados pelo Imesc e Sepe. O compartilhamento desses saberes contribuirá para uma sociedade mais desenvolvida, favorecendo o crescimento dos municípios maranhenses”, finalizou.

Com essa parceria, segundo o Diretor do Imesc, Dionatan Carvalho, haverá mais docentes envolvidos nas pesquisas pertinentes ao projeto. “O acordo permitirá que mais professores contribuam com o trabalho de planejamento estadual em alguns temas específicos, como a socioeconomia, os solos, recursos hídricos, entre outros temas”, contou.

Toda a pesquisa é coordenada pelo IMESC, autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos, em parceria com as Universidades Estadual e a Federal do Maranhão, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) – Serviço Geológico do Brasil.

BNC Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.