Com a seleção brasileira embalada por uma sequência de dez vitórias consecutivas, o técnico Tite festeja a classificação antecipada para o mata-mata da Copa América e vê o grupo ganhando confiança.

Em entrevista coletiva na tarde deste sábado, véspera da partida contra o Equador, no Estádio Olímpico de Goiânia, às 18h, Tite afirmou:

– É importante, mais do que a classificação antecipada, uma sequência de bons jogos e resultados. Vai adquirindo confiança, os atletas vão buscando cada vez mais evolução de desempenho. As relações, inclusive humanas, na medida que estamos juntos, crescem, fazem a gente se conhecer. É uma série de fatores importantes nessa escala progressiva que é a Copa América.

O treinador fez diversos elogios ao zagueiro Léo Ortiz, do Bragantino, convocado neste sábado para o lugar de Felipe, cortado.

– (Léo Ortiz foi chamado por ) Fatores técnico associados à conduta, de um atleta uma com formação de família exemplar, eu a conheço. Associados esses fatores ao lado humano, junto a uma equipe que é líder da competição (Campeonato Brasileiro), ele merecia a convocação

O Brasil já está classificado para as quartas de final da Copa América e tem assegurado o primeiro lugar do Grupo B. A Seleção aguarda para saber se enfrentará Uruguai ou Chile na próxima fase.

Douglas Luiz / Fred

– Funções iguais, características um pouco diferentes. Um jogador mais de força, o Douglas Luiz, uma sustentação maior, finalização de média distancia, bola longa de inversão, bom pé, boa qualidade de passe. O Fred é um jogador mais móvel, mais articulador, que dá ritmo, transição curta muito rápida. Os dois têm características diferentes, Douglas pode jogar de primeiro, como jogou contra o Uruguai. Uma construção dentro da Seleção não se dá num jogo, numa circunstância, mas numa etapa toda.

Aprendizados com jogo contra a Colômbia

– (Cléber Xavier, auxiliar, responde) Jogo competitivo, são adversários difíceis, essa Colômbia que nos impôs muita dificuldade, foi derrotada de maneira forte pelo Equador. O próprio Equador nos impôs dificuldades no jogo que vencemos pelas Eliminatórias. Adversário forte, com velocidade pelo lado, bom jogo de meio, experiência do Valencia, Arboleda que é um zagueiro que a gente conhece bem, de força. Um time que marca e pressiona com agressividade. O que traz da Colômbia é um jogo parecido nesse sentido, um jogo de marcação forte, e o Equador busca classificação.

Gramados

– Se muda? Pô. Vamos jogar uma pelada só os amigos, a gente vai num campo bom ou um ruim danado para jogar. Pronto. Quem está assistindo e quem joga uma brincadeira vai entender. Se muda totalmente, muda a velocidade, a rapidez de raciocínio e execução, muda a intensidade, porque há muito mais contato. Muda a precisão de passe, muda… vixe, quanto muda!

Fonte:GE

BNC Esportes

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.