GRANDE ILHA – O reitor Natalino Salgado e a comitiva de gestão realizaram uma visita ao Centro de Ciências Sociais (CCSo) da Cidade Universitária para avaliar as condições estruturais do prédio da Biblioteca e do Auditório Setoriais do Centro, onde foram detectadas condições precárias das instalações e a necessidade de reformas. Já nesta segunda-feira, 9, o superintendente de Infraestrutura (Sinfra) da Universidade Federal do Maranhão, Wener Santos, visitou o Centro e confirmou que os locais passarão por reforma nos próximos meses para que os equipamentos possar ser entregues à comunidade acadêmica.

O prédio, que há quatro anos está desativado por falta de manutenção, apresenta problemas na parte elétrica e infiltrações. Muitos materiais como as cadeiras do auditório e aparelhos de ar-condicionado despareceram, e alguns equipamentos estão sucateados. O abandono das instalações causou prejuízos para toda a instituição e comprometeu as atividades do CCSo. “Teremos que refazer a parte estrutural do prédio, o sistema elétrico, de refrigeração e o layout interno, já que encontramos as unidades em péssimas condições”, disse Wener Santos. 

O orçamento inicial previsto para a obra é de R$ 400 mil, que pode sofrer alterações ao longo do período, se houver identificação de outros aspectos que precisem de revisão. A previsão para o início da reforma é o começo do mês de abril. O prazo estimado para a conclusão da obra  é de seis meses. A equipe da Sinfra, juntamente com a empresa Global, será responsável por efetuar os trabalhos. 

Segundo a diretora do CCSo, Lindalva Maciel, a impossibilidade de utilizar o espaço impede a realização de muitas atividades que atenderiam aos treze cursos do Centro, além da falta da biblioteca e um espaço para os alunos. “O CCSo é um grande Centro, nossa quantidade de estudantes é expressiva e temos uma demanda muito grande, tanto de alunos como de professores. Então estamos comemorando, porque a nova gestão assumiu há pouco tempo e imediatamente procurou a direção do Centro para tomar as providências cabíveis e já estão iniciando o projeto”, elogiou.  

BNC Educação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.