GRANDE ILHA – Embalado por discursos, poesia e música, o Partido Socialismo e Liberdade, PSOL, lançou ontem,02, a pré-candidatura do coletivo #SouPorqueSomos, para disputar um mandato na Câmara Municipal de São Luís. O coletivo é integrado pela professora Dani e pelo ativista LGBTQIA+, Carlos Wellington.

O ato foi marcado pela exibição de vídeo com mensagem de apoiadores nacionais, e da leitura de um manifesto conclamando os militantes do partido a lutar contra as desigualdades econômicas e sociais. O manifesto tem sua mensagens voltadas para imprimir concretamente na política, um caráter coletivo e plural. “Buscamos uma nova forma de pensar e fazer política, com tomada de decisões coletiva e para a coletividade”, frisou a professora Dani.

O pré-candidato a prefeito de São Luís, pelo PSOL, jornalista Franklin Douglas, presente no lançamento, disse aos participantes que apesar das adversidades o partido lutará pela conquista da representatividade coletiva e popular, fazendo uma campanha que viabilize o PSOL como uma alternativa da esquerda.

Os pré-candidatos Professora Dani e Carlos Wellington defenderam  em seus discursos a luta anticapitalista, antiracista, antifascista, antimachista, antilgbtfóbica, anticapacitista, antiproibicionista, ecossocialista como alternativa ao modelo posto e antigo da velha política, mais preocupada em manutenção de privilégios e perpetuação no poder do que atender os anseios populares.

“No mandato coletivo, todas as decisões são tomadas em conjunto e de forma deliberativa e compartilhada, desde os projetos de lei que serão apresentados até o uso dos recursos do gabinete, com vistas a combater privilégios e regalias. Os co-candidatos, se eleitos, se tornarão co-vereadores e, assumem o compromisso público de compartilhar toda a gestão do mandato,” explica Carlos Wellington, que é doutor em políticas públicas.

BNC Política

One thought on “PSOL lança pré-candidatura do coletivo #SouPorqueSomos”
  1. Essa proposta se junta, aos que constroem uma vanguarda à frente da realidade vivida. Propõe uma concepção de mundo em que todos estarão contidos numa totalidade de sujeitos de respeito e dignidade. Perspectiva, em que me junto. Os pré candidatos representam muito bem esse novo alvorecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.