GRANDE ILHA – A partir de hoje, todos os 360 moradores em situação de rua terão acesso aos Restaurantes Populares, em São Luís, somente por meio de “pulseiras de acesso”. O novo sistema foi apresentado nos restaurantes da Liberdade e João de Deus. A apresentação do novo formato foi realizada pela secretaria adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes, Lourvidia Caldas, e pelo gestor dos Restaurantes Populares (Sedes), Gilmárcio Chaves.

A secretária adjunta Lourvidia Caldas destaca que a medida, além de facilitar o acesso, vai permitir maior controle na distribuição.

“Sabemos que este tipo de ação é fundamental, principalmente neste momento de pandemia que vivemos. A pulseira de identificação vai facilitar o trabalho de distribuição do alimento”, disse Lourvidia Caldas.

Cerca de 360 moradores de rua, assistidos numa parceria entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) e o Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop), terão direito à “pulseira de acesso”. Com o acessório (pulseira), poderão frequentar qualquer um dos Restaurantes Populares de São Luís e fazer a retirada gratuita das duas refeições às quais têm direito (almoço e jantar), garantindo alimentação diária de forma saudável e nutritiva.

Um dos assistidos pelo Centro Pop, Marcos Antônio Costa Borges, fala da importância da implementação de medidas que ajudem a organizar o atendimento e a qualidade dos serviços ofertados nos Restaurantes Populares.

“A mudança da carteira para pulseira é uma forma de organizar melhor a nossa entrada nos restaurantes. Eu acho muito importante as melhorias, porque muitos dos colegas perdem seus documentos com muita frequência, e isso dificulta o acesso na hora das refeições. Com as pulseiras vai ficar mais fácil o acesso”.

O titular da Sedes, Márcio Honaiser, enfatiza que esta é mais uma ação da secretaria, no sentido de atender as pessoas em extrema vulnerabilidade. “Estamos trabalhando diuturnamente, no sentido de fazer chegar às pessoas em situação mais vulnerável a ajuda necessária para atravessar este grave período que vivemos”, disse Márcio Honaiser.

De acordo com o gestor do Restaurantes Populares, Gilmárcio Chaves, essa ação facilita não só o acesso, como também a qualidade do serviço ofertado a esse grupo.

“A partir do dia 1º de junho, estaremos implantando o sistema de ‘pulseira de acesso’, facilitando, assim, a entrada da população de rua nos restaurantes e garantindo um fluxo melhor dentro dos equipamentos”, explicou Gilmárcio.

Atualmente, os 360 moradores em situação de rua, atendidos pelo Centro Pop, têm acesso aos Restaurantes Populares, através de uma carteira de identificação confeccionada e distribuída pela Sedes.

BNC Cidades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.