GRANDE ILHA – Sabe-se que São Luís é uma cidade cuja população negra é maioria. Entretanto, esta maioria é pouco representada nos espaços políticos de poder. Modificar esta realidade é um dos desafios do PSOL, que  para as eleições municipais deste ano, aposta numa chapa 100% negra à prefeitura de São Luís, com candidatos a prefeito e vice afrodescendentes.

Em prévias interna, o PSOL fez a escolha de seu vice optando pelo nome de José Ribamar Arouche, 68 anos, nascido em Cajari e que reside há 52 anos em São Luís. É um dos fundadores do partido.

Arouche é evangélico, aposentado pelo INSS, mas continua no trabalho, mantendo um pequeno comércio em seu bairro, a Vila Riod. O PSOL optou por um idoso por entender se encontrar nele, sabedoria e experiência para lidar com os problemas da cidade.

Para o pré-candidato a prefeito, Franklin Douglas, que também é afrodescendente, esta é uma escolha que difere dos outros partidos, pois só o PSOL daria uma chance a um idoso de ser candidato a vice-prefeito.

Negro Arouche trabalha desde os 16 anos, foi operário da fábrica da Antarctica, comerciário no Supermercado Lusitana, Armazém Paraíba, segurança na Auvepar e frentista por 10 anos em posto de gasolina.

“Ter Arouche como vice é uma honra. Esse é o sentido de nossas candidaturas: fazer que os 99% da população tenham vez e voz, e não apenas o 1% mais rico. Uma cidade nas mãos de nossa gente!”, ressalta Franklin Douglas.

BNC Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.