GRANDE ILHA – O Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) está participando de uma ação em rede, com o intuito de confeccionar equipamentos de proteção individual (EPIs) que serão doados para a Rede Pública de Saúde, estadual e municipal, para auxiliar no combate à pandemia do Covid-19.

No Maranhão, foram mapeadas máquinas de prototipagem rápida com a Comunidade Makers do Estado, com objetivo de reunir o máximo de ferramentas que possam colaborar para minimizar os danos do Covid-19. O mapeamento identificou a quantidade de impressoras 3D em todo o Maranhão para a produção de EPIs, tais como: máscaras, telas de proteção, entre outros. 

A ação é liderada pela Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e Inovação (Secti), Comunidade Maker do Maranhão e executada pelo projeto Inova Maranhão, nos espaços do Casarão Tech e FabLab do IEMA. A ação também acontece em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), com a parceria da Vale, Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Universidade Dom Bosco (UNDB), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Ambev, Gráfica 7 Cores, Robotic e Etcetera.

O IEMA participa por meio do FabLab da unidade plena Itaqui-Bacanga, um laboratório fábrica. A ferramenta compreende um espaço para a solução de problemas, minuciosamente pensado para desde o desenvolvimento de uma ideia até a prototipagem em caso de criação de produto, e a impressão. O laboratório possui três máquinas de impressão 3D, máquinas de corte a laser, equipamentos de uso em eletrônica, e está atuando como ponto de recebimento de doações.

De acordo com o diretor de Ensino e Pesquisa do IEMA, Elinaldo Silva, a iniciativa acontece em boa hora. “O IEMA dispõe de um FabLab com máquinas de impressão 3D, que geralmente são utilizadas para que possamos desenvolver atividades tecnológicas. Neste momento de pandemia, a Vale, e outros parceiros, e empresas que trabalham com impressão 3D nos solicitaram parceria para a fabricação de equipamentos de proteção individual, e ao fim esses objetos serão doados para os hospitais da Rede Pública de Saúde do Maranhão”, explicou o diretor, acrescentando que o momento é de solidariedade.


“Esses equipamentos são fundamentais para a proteção desses profissionais que estão na linha de frente no combate ao Covid-19”, acrescentou.

Ao todo, foram entregues à Secretaria de Estado da Saúde 320 máscaras de proteção fácil (faceshields). Em fase de testes e validação estão as máscaras nº 95 e automação de um Ambu (reanimador). A equipe também está trabalhando em um projeto de respirador. 

“Estamos em um momento de calamidade, faltam insumos essenciais para o combate ao coronavírus, como é uma pandemia, acaba que muitos países precisam ao mesmo tempo dos mesmos equipamentos, por isso acabam faltando os EPIs nos hospitais. É de grande importância fornecer aos hospitais públicos de forma gratuita esses materiais. Isso é graças aos parceiros, instituições públicas e privadas, além dos makers voluntários. Através dessa força tarefa estamos conseguindo levar os equipamentos necessários neste momento de pandemia”, explicou a professora da unidade plena Itaqui-Bacanga, Jéssica Santos, que participa da ação em conjunto com os professores Clemilton Souza e Fábio Cutrim.

BNC Cidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.