Festival Internacional de Circo reúne artistas brasileiros e estrangeiros em São Paulo

Respeitável público, a Cidade do Circo está de volta! Em abril, é realizada a segunda edição do FIC – Festival Internacional de Circo, evento promovido pela Associação dos Amigos do Centro de Memória do Circo com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura. Artistas de várias partes do mundo invadem a capital paulista para apresentarem espetáculos com malabarismos, mágicas, contorcionismos, acrobacias e muita palhaçada. Anotem na agenda: o evento se estende entre os dias 03 e 07 de abril na Cidade do Circo, um complexo montado no Centro Esportivo Tietê, que recebe artistas diversos se apresentando em três lonas de circo, estação para acrobacias, trapézio e palco externo.

A programação deste ano tem como inspiração o tema “O Circo falando com a cidade”, e traz aproximadamente 50 espetáculos e mais de 100 atrações para divertirem o público. Há participantes de diversos países e estados brasileiros, entre eles as companhias Duo Looky (Israel), H2O Boom (Uruguai), Laguz Circo (CE) e Cia. dos Palhaços (PR).

A noite de abertura será marcada pelo espetáculo As Destemidas, concebido e realizado somente por artistas mulheres. A apresentação celebra as três homenageadas desta edição do FIC 2019: Andrea Macera (Palhaça Mafalda), Beth Dorgam (Palhaça Elisabeth The Queen) e Lu Lopes (Palhaça Rubra). Elas foram escolhidas por conta de suas histórias na arte da palhaçaria e por representarem as mulheres artistas de circo.

Os destaques da programação serão espetáculos desenvolvidos em residências artísticas, que abordam temas da diversidade cultural. Retomando o sentido universalista do circo, que sempre abrigou as diferentes nacionalidades e toda a variedade social que encontrava, cada espetáculo homenageia uma temática específica. Assim, além da abertura feita por artistas mulheres, dirigidas por Luciana Donegá, os temas abordados trazem sempre circenses que os representem.

Diversos diretores foram convidados para desenvolverem esses espetáculos. Prot(agô)nistas – O Movimento Negro no Picadeiro, dirigido por Ricardo Rodrigues, mostra que a lona está fincada para receber apenas protagonistas negros. Já Queerbaret, com direção de Luh Maza, representa, pelos números circenses que traz, toda a diversidade das questões de gênero e orientação sexual. Dirigido por Mark Bromilow, Caravançara – O Lar dos Viajantes reúne as atrações internacionais do FIC 2019 para abordar a temática dos refugiados. Obstáculos, com direção de Caco Mattos, coloca em cena artistas, com deficiência ou não, para tratarem de como os obstáculos surgem e são enfrentados na vida. O encontro de gerações, incluindo o choque entre o circo contemporâneo e o tradicional, é celebrado em Tributo à Tradição!, dirigido por Jairo Mattos. Inéditos, esses experimentos trarão para a cena artistas múltiplos, de nacionalidades diversas, mostrando que, no circo, não há fronteiras para o amor.

Muitas atividades são realizadas na Cidade do Circo do lado de fora das lonas. No Espaço Intrépida, números aéreos, de cama elástica e de acrobacias têm apresentações a cada 20 minutos. O Espaço Breno Moroni traz muitas atrações de espetáculos de circo criados para espaços abertos. O Espaço Tapete Mágico é uma Praça do Chapéu e traz espetáculos do movimento de artistas de rua para divertirem o público. Também haverá desfiles de artistas pelas ruas da Cidade do Circo, com apresentações curtas de malabares, pernas de pau, pirofagia e mágicos.

O Festival também contará com uma Mostra Competitiva, na qual 16 artistas/companhias apresentarão suas habilidades em duas eliminatórias seletivas, em que serão escolhidos os participantes da Grande Final. Eles concorrerão a prêmios que totalizam R$ 16.700,00. Jurados especialistas elegerão os melhores, mas o público também poderá escolher seus preferidos pela categoria Voto Popular, com premiação em dinheiro.

O Circo além dos picadeiros

Além da Cidade do Circo, o FIC 2019 quebra fronteiras e conquista as ruas de outras regiões de São Paulo, levando aos bairros da periferia espetáculos divertidos. A programação dos palcos volantes pode ser acessada no site www.prefeitura.sp.gov.br/cultura, ou pelas redes sociais https://www.facebook.com/FIC-Festival-Internacional-de-Circo-da-Cidade-de-São-Paulo-741677622622950 e https://instagram.com/ficfestivaldecircosp.

+ A Cidade do Circo tem acessibilidade para cadeirantes e conta com infraestrutura de banheiros, alimentação, segurança e ambulâncias.

Venha de transporte público: O Centro Esportivo Tietê fica a apenas 300 metros da Estação de Metrô Armênia e conta com 11 linhas de ônibus que saem de diversos pontos. Busque sua linha no site www.sptrans.com.br

Confira a Programação do FIC – Festival Internacional de Circo – 2019

PROGRAMAÇÃO CIDADE DO CIRCO

DIA 03/04

– 20H30 – LONA ABRACADABRA – Destaque – Espetáculo As Destemidas – Diversos Artistas – https://youtu.be/U4yuOgXjtkY

As mulheres se encontram em uma noite em que sua arte é o holofote, se desfazendo das amarras e agraciando o palco com suas habilidades e o ser mulher. Essa Abertura do FIC 2019 é uma apresentação especial que celebra também três homenageadas do ano: Andrea Macera (Palhaça Mafalda), Beth Dorgam (Palhaça Elisabeth The Queen) e Lu Lopes (Palhaça Rubra), pela importância e qualidade artística de sua trajetória e pelo que representam para as mulheres artistas de Circo. Malabares, narizes e refletores apostos para revelar o que uma mulher pode ser de verdade. Que o encantamento se faça e a mulher renasça nas suas diversas formas, forças e gestos. Duração: 80 minutos / Indicação: Livre *O espetáculo tem tradutor de Libras

DIA 04/04

– 10H – LONA IRMÃOS FRATELLI – Espetáculo Variedades Trupianas – Cia. Essa Trupe (São Paulo – SP)

Formada por artistas circenses de múltiplas habilidades, a Cia Essa Trupe desenvolveu um espetáculo recheado de números circenses. O público poderá se divertir com números de monociclo, tecido, parada de mão, skyrunner, lira, trapézio e muita palhaçada. Duração: 50 minutos / Indicação: Livre

– 14H – LONA IRMÃOS FRATELLI – Espetáculo Variedades Trupianas – Cia. Essa Trupe (São Paulo – SP)

Formada por artistas circenses de múltiplas habilidades, a Cia Essa Trupe desenvolveu um espetáculo recheado de números circenses. O público poderá se divertir com números de monociclo, tecido, parada de mão, skyrunner, lira, trapézio e muita palhaçada. Duração: 50 minutos / Indicação: Livre

– 20H15 – LONA MANHAS E MANIAS – Espetáculo Animo Festas – Palhaço Klaus (São José dos Campos – SP) – https://youtu.be/KhBBT7CJcB8

Animo Festas é o show do palhaço Klaus que nos narra seu submundo decadente como um animador de festas infantis. Ao som de rock, música francesa e canções infantis dos anos 1980, o espetáculo desnuda a máscara do palhaço com humor ácido e sarcasmo, colocando no centro do picadeiro uma pessoa que está à margem da sociedade, em seu embate pessoal entre a fidelidade à arte que se propõe e a necessidade financeira de se ajustar ao mercado. Duração: 51 minutos / Indicação: 18 anos

– 20H30 – LONA ABRACADABRA – Mostra Competitiva – Seletiva

Artistas de diversos países competem a prêmios de R$ 16.700,00. Nesta seletiva, o público poderá se impressionar com a destreza e capacidade de manipulação de malabaristas, mágicos e acróbatas. Jurados especialistas elegerão os melhores, mas o público também poderá escolher seu preferido na categoria Voto Popular. Duração: 80 minutos / Indicação: 18 anos

DIA 05/04

– 20H15 – LONA MANHAS E MANIAS – Espetáculo Pontos de Vista de um Palhaço – Daniel Warren (São Paulo – SP) – https://youtu.be/5L-SNNCPDmo

Um palhaço em crise busca ajuda em uma sessão de terapia em grupo. Este é o ponto de partida do monólogo, baseado no romance homônimo do escritor e dramaturgo alemão Heinrich Böll. O espetáculo nos revela a cegueira moral e a indiferença humana diante de uma sociedade orientada ao materialismo. Hans, o palhaço do título, está desiludido com o amor e com a carreira, e passa por um processo onde a figura de seu palhaço transborda a arte e ganha vida, observando-a de seu ponto de vista peculiar. Duração: 75 minutos / Indicação: 12 anos

– 20H30 – LONA ABRACADABRA – Mostra Competitiva – Seletiva

Artistas de diversos países competem a prêmios de R$ 16.700,00. Nesta seletiva, o público poderá se impressionar com a destreza e capacidade de manipulação de malabaristas, mágicos e acróbatas. Jurados especialistas elegerão os melhores, mas o público também poderá escolher seu preferido na categoria Voto Popular. Duração: 80 minutos / Indicação: 18 anos

– 21H – LONA IRMÃOS FRATELLI – Destaque – Espetáculo Queerbaret – Diversos Artistas

O circo e seu universalismo, que sempre abrigaram a diversidade ao longo da história, têm nesta edição do FIC 2019 um espetáculo construído especialmente com esse tema e artistas que o representam. Nessa noite o picadeiro recebe artistas de diferentes identidades de gênero e orientações sexuais em uma mostra de arte e representatividade, com números aéreos, acrobacias, malabarismos, palhaços, ilusionismo e muita música. O título Queerbaret indica a festa em torno de uma importante temática contemporânea. Queer: termo inglês usado para designar pessoas que são marginalizadas pela sociedade por não seguirem o padrão da heterossexualidade ou do binarismo de gênero, como gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. Duração: 80 minutos / Indicação: 16 anos

DIA 06/04

– 10H30 – LONA IRMÃOS FRATELLI – Espetáculo Fábrica De Brinquedos – Cia LaMala (São Paulo – Brasil) – https://youtu.be/Qt-eNBqrIEo

Através de técnicas circenses e do teatro físico a Cia LaMala cria o ambiente de um laboratório, onde são criados brinquedos e mecanismos que os animam. Um inventor maluco, seus brinquedos inusitados e uma boneca que tem vida, e surpreende até mesmo seu criador, todos interagindo de maneira lúdica e proporcionando uma deliciosa e mágica visita ao imaginário infantil. Duração: 45 minutos / Indicação: Livre

11H – LONA ABRACADABRA – Espetáculo La Gran Arena – Grupo Arena Circus (Brasil-Argentina) – https://youtu.be/pyI_kVTJ59w

A arte circense é uma das mais antigas da história da humanidade e este espetáculo mostra a importância do resgate dos valores desta tradição. O Show “GRAN ARENA” é inspirado nos anos 40, e conta a história do Circo com o olhar de uma surpreendente integrante do espetáculo. O espetáculo inicia em um cortejo com os artistas e a fanfarra de músicos, no qual o elenco convida o público para assistirem ao Gran Arena Circus recém instalado na cidade. Duração: 60 minutos / Indicação: Livre

– 11H30 – LONA MANHAS E MANIAS – Espetáculo Os Mequetrefe – Parlapatões (São Paulo – SP) – https://youtu.be/H3B1tIbk1TA

Em Os Mequetrefe, quatro palhaços vivem a jornada de um longo e divertido dia. Do despertar à hora de ir dormir, revelam como a desconstrução da lógica cotidiana pode abrir espaço para outras maneiras de encarar a vida. Vivendo situações bem comuns esses cidadãos nada comuns provocam uma série de confusões tão hilárias quanto poéticas. Da maneira como acordam, passando pelo jeito como se vestem para ir trabalhar, eles encaram essa aventura através do dia de maneira cômica. Duração: 60 minutos / Indicação: Livre

– 11H40 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Cadeira Aérea – Priscila Cereda

– 12H – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Trapézio – Amanda Yamada

– 12H20 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Lira – Marina Soveral

– 12H30 – ESPAÇO BRENO MORONI – Espetáculo Jujuba La Luchadora X Chicote La Muerte – Palhaça Jujuba & Chicote (São Paulo – SP) –https://youtu.be/9fYUUdTr9eY

Jujuba é uma viajante solitária indo para uma festa no Peru, Chicote é um fiscal de fronteira recém empossado, ambos se encontram em uma fronteira inesperada bem no meio do Caminho do Peabiru, um caminho ancestral que corta a América do Sul em direção ao Sol. Em algum lugar dessa estrada, onde nada pode, nem aqui, nem ali, nem lá, muito menos acolá, a única forma de acabar com tantas proibições é enfrentar um duelo contra a morte. Duração: 45 minutos / Indicação: Livre

– 13H40 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Tecido Gota – Giuliana Soveral

– 14H – LONA IRMÃOS FRATELLI – Espetáculo Umbilical – Cia LaClass (São Paulo – SP)

Aqui entra em cena um espetáculo cômico de mágica e equilíbrio, que traz à cena uma pequena história de uma atriz circense. A partir do teatro físico e da comicidade, a artista Daniela Rocha Rosa constrói uma ficção simbólica de seus conflitos internos como atriz. A relação umbilical da oprimida, figurada pela camareira e da opressora, representada pela sua grande autoridade: a “Diva”. Duração: 50 minutos / Indicação: Livre

– 14H – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Trapézio – Tamara Portis

– 14H – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo Será que Funúncia? – Trupe do Fuxico (São José dos Campos – SP)

Neste espetáculo são exploradas diversas releituras de números clássicos que vemos no circo de lona, entre eles o número de música com objetos inusitados e acrobacias. E todos envolvendo o público de todas as idades desde a criança até a vovó. O desafio da artista é trazer a figura feminina, a Palhaça, tornando ao público, crianças e vovós algo natural. Duração: 20 minutos / Indicação: Livre

– 14H30 – ESPAÇO BRENO MORONI – Espetáculo Irmãos Carreto – Trupe Dunavô (São Paulo – SP)

Dois irmãos diante de um grande dilema deixado pelo pai no momento da partilha da herança da família. Duas personalidades muito distintas e um grande desafio: afinal, quem estaria pronto para se tornar o novo dono do Carreto que pertencera ao pai durante anos? Quem merece ficar com o Carreto? Claudius alega ser o mais habilidoso. Clóvis aposta em sua força. Os dois irmãos irão travar um verdadeiro duelo de titãs para decidir. Em meio a uma divertida disputa, esses dois palhaços irão dar um show de habilidades e trapalhadas. Duração: 50 minutos / Indicação: Livre

– 14H30 – LONA MANHAS E MANIAS – Espetáculo Gran Circo Stopim – Cia dos Palhaços (Curitiba – PR) – https://youtu.be/vgekN1X6oHE

O espetáculo faz uma homenagem aos grandes circos que já existiram, reunindo acrobatas, malabaristas, domadores, mágicos, poodles amestrados, bailarinas, homem-bala, músicos e apresentadores, todos interpretados por apenas três palhaços: Sarrafo, Tinoca e Wilson. Um grande espetáculo de circo, ou melhor, uma grande brincadeira de circo com interação da plateia do início ao fim. Duração: 50 minutos / Indicação: Livre

– 14H35 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo Hanna Hanna – Frupo Rué La Companhia (São Paulo – SP)

O Palhaço Zóim resolveu se aventurar nas Índias Místicas do Oriente onde encontrou o seu Guru Rhalhabundanua. Na volta, ele e seu parceiro Palhaço Tóin-Tóin demonstram para o público as novas habilidades místicas do Zóim. Duração: minutos: 20 minutos / Indicação: Livre

– 15H – LONA ABRACADABRA – Espetáculo Mar Sem Beira – Cia. Nós No Bambu (Brasília – DF)

Mar sem Beira conta a história de dois seres diferentes entre si, cada um em uma viagem singular. Em tempos de extremismos e conflitos territoriais, o espetáculo traz à cena indivíduos livres, que navegam sem fronteiras e levam em seus alforges as experiências e recordações de várias terras, que os tornam seres etnicamente híbridos. O espetáculo celebra a possibilidade de vencer as fronteiras para encontrar, no diferente, a semelhança que une. Duração: 50 minutos / Indicação: Livre

15H10 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo Circo Do Céu Aberto – Palhaço Pichuruca – (São Paulo – SP)

“O Circo do Céu Aberto” é um espetáculo que mostra um Palhaço sem lona, mas que traz consigo a mensagem: o espetáculo não pode parar!! Mesmo sem ter local para se apresentar, ele convida as pessoas a participarem de seu “O Circo do Céu Aberto”. Com habilidade de alguém que conhece muito bem o circo, este artista faz números de magia, monociclo, rola rola e ventriloquia. Duração: minutos: 20 minutos / Indicação: Livre

– 15H40 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Cama-Elástica – Felipe Gaby, Gabriel Marchini, Felipe Oliveira

– 15H50 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Cadeira Aérea – Priscila Cereda

– 15H55 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo Soniquete – Sara Peper (Argentina)

A partir de uma composição poética, teatral e autoral, nasce uma proposta cômica que tem como centro a relação da artista com uma caixa musical de madeira, que serve de base para acrobacias e contorções, malabares com claves, e diferentes elementos musicais como clarinete, guizos e sinos. Duração: 25 minutos / Indicação: Livre

– 16H – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número Acrobático – Wallace Kioski, Roberto Salles, Felipe Oliveira, Iago Richard, Joy Domingoz, Marília Mattos Oliveira

– 16H20 – ESPAÇO BRENO MORONI – Espetáculo Besouro Mutante – Grupo Namakaca (São Paulo – SP)

Dois vendedores charlatões rodam o mundo divulgando seu incrível produto, o Elixixir Besouro Mutante, uma bebida milagrosa capaz de curar todas as mazelas que acometem a humanidade a séculos. Estes dois caixeiros viajantes contemporâneos usam suas habilidades circenses para convencer a plateia dos poderes de seu produto. Durante a demonstração tudo pode acontecer, até a transformação dos próprios espectadores, que descobrirão habilidades que nem imaginavam ter. Duração: 50 minutos / Indicação: Livre

– 16H30 – LONA IRMÃOS FRATELLI – Espetáculo Estação Devaneios – Cia. Diálogos Acrobáticos (São Bernardo – SP) – https://youtu.be/8YZAYEEw-u4

Um jornaleiro fantasioso e solitário, trabalha no cotidiano de uma estação perdida no Tempo. Entre os muitos personagens que ali transitam, em suas ações repetidas do dia a dia, o jornaleiro através de seus devaneios, recria as estórias destes personagens, de maneira única e fabulosa. Com números circenses, aéreos, equilíbrio, malabarismo e manipulação de objetos, o espetáculo transforma ações e objetos rotineiros em estórias sensacionais e irreverentes. Duração: 50 minutos / Indicação: Livre

– 16H30 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo The Eccentric Show – Guga Morales e Manu Montes (Rio De Janeiro – RJ)

Amor, genialidade e comicidade compõem o espetáculo  ́ ́The Eccentric Show ́ ́, Em cena, um casal gentleman que fazem truques de equilíbrio, malabares e mágica relembrando os tempos vintage do circo. De modo incomum, e extravagante a dupla encontra harmonia entre objetos do nosso cotidiano para formar números de máximo equilíbrio. Duração: 20 minutos / Indicação: Livre

-17H – LONA MANHAS E MANIAS – Espetáculo Cabeça de Nego – João Carlos Artigos (Rio de Janeiro – RJ)

Cabeça de Nego é um espetáculo-brinquedo. É uma performance com base no jogo que utiliza habilidades circenses como pretexto para produzir um tempo espaço de jogo teatral sutil capaz de criar as condições sensíveis de cumplicidade, identificação, pertencimento e desejo coletivo para fazer fluir provocações às humanidades. Duração: 60 minutos / Indicação: 12 anos 

– 17H05 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo A Louca das Frutas – Painé Santamaria (Argentina)

Esta personagem latina traz com ela ritmos dançantes, frutas saborosas e o clima tropical, apresentando suas habilidades e promovendo uma verdadeira salada de frutas aos presentes. Malabarismo com limões, maças são caçadas com garfos e tem equilíbrio de abacaxis com facas. A Louca das Frutas traz um verdadeiro espetáculo com músicas que remetem ao paraíso frutal. Duração: 20 minutos / Indicação: Livre

– 17H40 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo Estação Central – Cia Musicircus (São Paulo – SP)

Enquanto Rafé caminha rumo à estação para tomar o trem, sofre alguns imprevistos que o leva a mudar de planos. Para passar a angústia e o tempo, ele se distrai fazendo “manobras” improvisando com seus objetos de viagem, além de dançar com suas inquietudes corporais provocadas pela ansiedade.  Ao fazer malabarismo, pantomima e beat box, o artista acaba envolvendo outras pessoas da estação em seu universo interativo, musical e experimental, cheio de possibilidades e surpresas para toda a família. Duração: minutos: 20 minutos / Indicação: Livre

– 17H20 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Cama-Elástica – Felipe Oliveira, Felipe Gaby, Gabriel Marchini

– 17H40 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Lira – Marina Soveral

– 17H50 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Tecido Gota – Giuliana Soveral

– 18H – LONA ABRACADABRA – Destaque Espetáculo Caravançará – O Lar dos Viajantes – Diversos Artistas

Este espetáculo concebido especialmente para o FIC 2019 faz uma homenagem aos refugiados, pessoas que largam seus países e suas origens atrás de proteção e assistência. Em baixo da fictícia lona do Caravaçará, circenses e músicos de diversas partes do mundo compartilham através da arte, histórias daqueles que viajam. Alguns viajam por escolha própria … outros por necessidade, já que não reconhecem como lar seus países de origem. Eles fazem dessa caravana suas casas. Eles uniram-se para celebrar a multiplicidade da cultura e o significado de tornar um lar onde quer que estejam. Duração: 70 minutos / Indicação: Livre

– 18H – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número Acrobático – Wallace Kioski, Felipe Gaby, Roberto Salles, Felipe Oliveira, Joy Domingoz

– 18H15 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo A Motoqueira – Geisa Helena / Aline Hernandes – Trupe Koskowisck (Sorocaba – SP)

A palhaça Chiquita se transforma numa motoqueira e pela primeira vez, no festival, apresenta seu número de Globo da Morte! Além dela, a palhaça Rufina traz muitas habilidades e mistérios, nessa tarde divertida. Preparem seus corações, pois essa dupla pretende tirar muitas risadas nesse divertido varietè. Duração: minutos: 20 minutos / Indicação: Livre

– 18H20 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Cadeira Aérea – Prisicla Cereda

– 18H40 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Trapézio – Amanda Yamada 

– 18H50 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Malabarismo Consciente – MenDiva (São Roque – Brasil)

MenDiva é uma palhaça inspirada em moradoras de rua, quiçá uma bufa. Acredita ser uma diva, mas tudo que ela possui são alguns sacos e sacolas, seu cantarolar e muita inventividade. Faz troca de roupa entrando em um grande saco de lixo, joga malabarismos com sacolas, e cria a partir delas adivinhações num trocadilho com o público, surgindo dessa interação situações inusitadas e divertidas. Duração: 20 minutos / Indicação: 12 anos

– 19H – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Cama-Elástica – Felipe Oliveira, Gabriel Marchini, Felipe Gaby

– 19H20 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Trapézio – Tamara Portis

– 19h25 – ESPAÇO TAPETE MÁGICO – Espetáculo Mais Uma Chance – Matias Danoso/Cia. Duna (Brasil e Chile)

A cada espetáculo há mais de uma chance de se conectar com a plateia, como num grande abraço. Mati, sozinho em cena, aproxima-se do público, sincronizando as vibrações, surgindo assim a energia do espetáculo e a magia do encontro. Tentativas, erros, improvisos e destrezas fazem parte de cada jornada. Duração: 20 minutos / Indicação: Livre

– 19H40 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número Acrobático – Wallace Kioski, Felipe Gaby, Roberto Salles, Felipe Oliveira, Joy Domingoz

– 19H50 – ESPAÇO INTRÉPIDA – Número de Trapézio – Amanda Yamada

– 20H – LONA IRMÃOS FRATELLI – Espetáculo Carta Branca – Cia. Do Relativo (São Paulo – SP)

Em uma sala de uma só parede, quatro artistas de circo se encontram para ocupar o vazio e transformá-lo constantemente: São bancos, bolas e tábuas de madeira que, através de manipulações, voam pelos ares e deslizam pelo chão, i

BNC Cultura

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.