RIO DE JANEIRO – Duas mulheres foram mortas em um intervalo de 12 horas, no Estado do Rio de Janeiro, na última segunda-feira (4). Em Teresópolis (Região Serrana), uma mulher de 29 anos foi morta pelo ex-marido, que também tentou se suicidar, segundo a polícia. Em Paraty (Costa Verde fluminense), uma adolescente de 14 anos foi morta a tiro, e a polícia também trata o caso como feminicídio (assassinato de uma mulher em razão da condição de sexo feminino, envolvendo violência doméstica ou familiar e/ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher).

Por volta das 23h15, Natália da Silva Fonseca de Souza foi morta a tiros na frente da filha de 11 anos, em sua casa, no Jardim Feo, na região de Barra do Imbuí, em Teresópolis. O ex-marido da vítima, Alexsandro Fonseca de Souza, apontado pela polícia como autor do crime, tentou se matar, mas sobreviveu. Ele foi socorrido e está internado, sob custódia, em estado grave.

Segundo familiares, o casal estava separado havia três meses, mas Souza estava inconformado com a separação. Natália, que era formada em Serviço Social, havia assumido um novo relacionamento, e esse atual namorado foi quem chamou a polícia. Ele foi avisado sobre o crime pela própria vítima, que enviou mensagem pelo Whatsapp pedindo socorro.

Após a separação, Natália havia solicitado à Justiça medida protetiva contra o ex-marido. No segundo semestre de 2020, ela havia registrado três boletins de ocorrência contra o marido, por ameaça, lesão corporal e estupro.

Praticamente 12 horas antes, às 11h40, uma adolescente de 14 anos foi baleada no bairro do Condado, em Paraty. Ela chegou a ser socorrida, mas morreu no Hospital Municipal Hugo Miranda. A polícia identificou um suspeito, que teria envolvimento com o tráfico de drogas, mas as investigações estão em sigilo.

BNC Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.