Equipes deixam Pantanal, mas queimadas continuam sendo monitoradas

CAMPO GRANDE – Com a chegada das chuvas, os focos de queimadas nos municípios do Pantanal foram amenizados. A força-tarefa montada em Mato Grosso do Sul foi desmobilizada neste fim de semana. Conforme a Defesa Civil Estadual, o monitoramento dos focos e o estado de emergência, decretado pelo Estado no início de setembro, permanecem.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, Tenente-Coronel Fábio Santos Coelho Catarineli, a situação foi amenizada, mas o Estado permanece em alerta. “Decidimos desmobilizar o ponto de comando montado em Aquidauana neste fim de semana, pois, após monitoramento, percebemos que saímos do período crítico após as chuvas que caíram na região”.

O decreto que impõe situação de emergência em Mato Grosso do Sul por conta das queimadas que assolam a área sul-mato-grossense do Pantanal foi publicado na edição do dia 12 de setembro do Diário Oficial do Estado. Ao todo, nove cidades foram englobadas no texto: Aquidauana, Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Corumbá, Ladário, Bonito, Miranda, Porto Murtinho e Bodoquena, segundo o Tenente-Coronel Catarineli, as nove cidades continuam sendo vigiadas.

O coordenador explica que além das equipes locais que continuam monitorando os nove municípios mais atingidos, a Sala de Situação Integrada continuará fiscalizando os locais. “O prazo de vigência da situação de emergência é de 180 dias. Neste período, continuaremos com o monitoramento com a Sala de Situação Integrada duas vezes por semana. Já foi solicitada junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA)  uma estimativa de quanto foi queimado no período”, explicou.

A força-tarefa criada para combater o incêndio no Pantanal foi desmobilizada ontem (28), devido a extinção de focos de calor. Com o fim da operação, helicóptero cedido pelo Governo de São Paulo retornou à base no sábado, enquanto o avião do Distrito Federal permanece no Estado até hoje (29). As aeronaves sobrevoaram as áreas atingidas por incêndios e constataram que os focos foram extintos no Pantanal, onde ocorreram as queimadas mais intensas desde agosto.
A operação montada pelo Governo do Estado para combater as queimadas, contou com a participação de cerca de 500 pessoas na linha de frente do fogo, sendo 300 somente do Corpo de Bombeiros do Estado e 34 da corporação do Distrito Federal.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Mato Grosso do Sul é o sexto Estado com maior número de focos de calor no mês de setembro, centrando 7,7% dos incêndios florestais do País. Corumbá liderou a lista de municípios com mais focos de queimadas em todo o Brasil.  Outros dois municípios do Estado também integraram a lista de cidades com mais focos em setembro: Porto Murtinho e Aquidauana. 

PREVISÃO
Apesar da diminuição das queimadas, o calor ainda continua e a chuva regular está prevista apenas para novembro. Nesta segunda-feira o céu permanece parcialmente nublado com possibilidade de chuva isolada à tarde no noroeste do Estado. Nas demais áreas haverá incidência de névoa seca e baixa umidade do ar à tarde, especialmente na faixa leste do Estado. Com a temperatura variando de 18°C a 40°C.

Nas cidades atingidas pelas queimadas o calor continua predominando. Em Aquidauana a previsão é de mínima de 22°C e máxima de 39°C , com possibilidades de chuvas isoladas no período da noite. Em Corumbá a temperatura pode chegar a 40°C, com possibilidade de chuva isolada no fim da tarde.

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nesta terça-feira (1°) o tempo ficará de claro a parcialmente nublado, com a possibilidade de chuvas em áreas isoladas nas faixas central e norte do Estado, no fim da tarde. Nas demais localidades o tempo ficará de claro a parcialmente nublado com névoa seca e baixa umidade do ar. A temperatura terá miníma de 21°C e máxima de 41°C.

Na quarta-feira o tempo ficará nublado e a tarde ocorrem pancadas isoladas de chuva com trovoadas. A mínima será de 18ºC e a temperatura máxima chegará a 38°C.

Com informações do Estado

BNC Brasil

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.