BRASÍLIA – A maioria do Conselho de Comunicação Social está a serviço do oligopólio, da Abert e da Abratel. Os argumentos são os piores possíveis.

São mais de 20 anos sendo chamando de “piratas” e agora o foco é não deixar as rádios comunitárias dar um salto de qualidade rumo ao aumento de potência, mais canais e te acesso a verba pública de mídia.

Esse posicionamento do CCS neste início do ano legislativo é justamente para influenciar junto aos parlamentares na tentativa de barrarem a aprovação dos nossos projetos. A questão é política e não técnica!

“Eles não tem argumentos técnicos para nós vencerem e por isso fazem essa verdadeira salada para confundirem os parlamentares.” Esse Conselho é tão desprezível que até do lado do ECAD eles ficaram.

O foco segundo Geremias dos Santos Presidente da Abraço- Brasil é no Congresso Nacional, é lá que pode ser mudado a lei que tanto interessa ao movimento de Rádios comunitárias. Ainda segundo o coordenador da ABRAÇO nacional, entende que eles estão no desespero, isso significa que o movimento de luta está fazendo tudo certinho e por isso, os dirigentes vão manter o corpo-a-corpo junto aos parlamentares falando da necessidade de apoiarem às 5.000 rádios comunitárias.

Da redação com informações do Geremias dos Santos Presidente da Abraço- Brasil

BNC Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.