GRANDE ILHA – Candidatos do PSOL em São Luís, comemoraram ontem,10, a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinando que os partidos destinem imediatamente recursos do fundo eleitoral de maneira proporcional à quantidade de candidatos negros e brancos.

A decisão do ministro atende a uma ação movida pelo PSOL e pela ONG Educafro, que pediam a aplicação em 2020 da nova regra aprovada pelo TSE, mas que só iria entrar em vigor em 2022. A medida determinou ainda que a proporcionalidade também deverá ser adotada na divisão do tempo da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV.

Com a decisão,O PSOL em São Luís, será contemplado por ter uma chapa majoritária 100% negra, que tem como pré-candidato a prefeito o jornalista Franklin Douglas e como vice, o  aposentado José Ribamar Aruoche, ambos afrodescendentes.

“O PSOL cumpre mais uma vez seu papel na luta pela democratização da sociedade e de promoção da igualdade racial. Nossa ação foi acolhida. E, desde já, tempo de TV e recursos terão que dar atenção maior às candidaturas negras. Sem dúvida, uma vitória para nós, que já temos estatutariamente o cuidado de colocar 50% das mulheres e 30% de negros nos cargos de nossas direção. Estamos, Arouche e eu, bastante empolgados”, declarou Franklin Douglas.

BNC Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.