BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro disse para auxiliares que decidiu oferecer pastas ao Centrão em uma reforma ministerial após a eleição da presidência da Câmara e do Senado. As informações são da colunista Carla Araújo, do UOL.

Uma das trocas é a do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, que deve ir para a Secretaria-Geral da Presidência. A pasta está sob o comando do interino Pedro César Nunes após a saída de Jorge Oliveira pra a Controladoria-Geral da União (CGU). A ideia do presidente é colocar alguém que possa ajudar nas negociações com o Centrão.

Bolsonaro também estuda recriar o  Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), que passou a ser pasta do Ministério da Economia. A intenção é diminuir o poder do ministro Paulo Guedes.

Apesar das críticas, o presidente não pretende demitir o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Com informações da Uol

BNC Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.