PARIS – “Todas as digressões agendadas para esta temporada foram canceladas até março de 2022”, disse o diretor do célebre teatro Vladimir Ourine, durante a apresentação da temporada para este ano, citado pela agência Interfax.

O responsável explicou que a decisão tem duas motivações: a incerteza em relação à disseminação do SARS-CoV-2 — que já que há países onde a propagação diminuiu, mas outros estão com o número de infeções e óbitos diários a crescer — e porque há países que não aceitam a vacina desenvolvida pela Rússia, a Sputnik V.

Vladimir Ourine acrescentou que, de resto, a temporada vai prosseguir como planeado, mas reconheceu as dificuldades financeiras e pessoais para os artistas.

Em novembro, durante o ‘auge’ da segunda vaga da pandemia, 150 funcionários do Teatro Bolshoi contrairam a covid-19.

Contudo, apesar do cancelamento da digressão internacional, o teatro vai continuar com as diversas produções com participações estrangeiras, como, por exemplo, Handel’s Ariodante, do norte-americano David Alden e do italiano Gianluca Capuano.

Leia Também: ‘Jacques ou a Submissão’ é uma “comédia do insólito” a estrear na quarta

BNC Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.