A Cultura Maranhense se despede de João Chiador com grande carreata, tocando suas cantorias

GRANDE ILHA – A Segunda acordou nublada e aos poucos foi acordando e o Sol brihlou para receber João Chiador na terra dos poetas e cantadores de boi, e pra recebe-lo Coxinho, e Humberto de Maracanã e tantos outros que já se foram e deixaram muita saudade.

As prefeituras de São Luís e São José de Ribamar decretaram luto oficial de três dias pelo falecimento do poeta, compositor e cantador João Chiador. O governo do Maranhão emitiu uma nota de pesar lamentando a morte do cantor e compositor e enviou coroas de flores.

João Chiador tinha mais de sessenta anos de carreira dedicados ao bumba meu boi do Maranhão. Conhecido pela voz marcante e grandes toadas, a exemplo de “São Luís Cidade dos Azulejos”, Chiador foi cantador do Boi da Maioba, onde ficou por mais de três décadas, e integrava atualmente, desde os anos 1990, o Boi de Ribamar.

Em 2016, já lutando contra a diabetes e o mal de Alzheimer, João Chiador teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Na época, precisou ficar internado por vários dias no Hospital Carlos Macieira, em São Luís.

EM TEMPO – Neuton César

Tive a oportunidade de conviver com a família de Chiador em especial com suas filhas, quando meu irmão dividiu o quarto com esse grande artista, e podemos ver como ele era amado por suas filhas que tratava ele com muito amor e carinho, Chiador que DEUS coloque você em um bom lugar, é o que desejo, e peço ao Pai Criador!!!

Recorte da Cultura

Essa imagem é referente a ida de João Chiador ao programa Acústico Santo de Casa com gravação inédito com o cantador

Imagem: Rádio Universidade

BNC Cultura

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*